Saúde da mulher: exames preventivos

A saúde da mulher precisa ser levada a sério todos os dias! Então que tal aproveitar para ver alguns exames que podem manter a boa saúde feminina, se feitos com frequência?

História clínica e exame clínico

A história é a relação de todos os dados e informações sobre a saúde da pessoa. Nela aparecem informações físicas gerais (peso, altura, cor da pele, tipo sanguíneo etc.), histórico recente, doenças crônicas, histórico familiar, remédios usados e outras informações.

No caso das mulheres, o médico ginecologista faz exame das mamas, do colo do útero e toque vaginal. Assim, fica mais fácil encontrar mudanças e saber quais são e como devem ser os exames necessários.

Papanicolau

É um exame que busca ver se há mudanças nas células do colo do útero. Pode ser útil para detectar cânceres e infecções. Toda mulher que já iniciou a vida sexual deve fazer o teste, mesmo se estiver grávida. No início, o intervalo entre uma consulta e outra deve ser de um ano. Mas pode aumentar para três anos depois de dois resultados normais seguidos.

Colposcopia e vulvoscopia

Úteis para detectar mudanças no colo do útero, paredes vaginais e vulva. Pode servir como complemento para o Papanicolau.

Mamografia

É o principal exame para diagnóstico precoce do câncer de mama. Toda mulher com mais de 40 anos deve fazê-lo a cada ano, mesmo se não for paciente de alto risco.

Densitometria óssea

Um exame que capta imagens dos ossos, sendo parecido com um raio-X. Tem a utilidade de detectar problemas como a osteoporose. Deve ser feito por mulheres depois da menopausa, geralmente entre 45 e 55 anos.

Cuide-se. Consulte seu ginecologista de forma regular!

Fontes de referência: SPDM, Zello Saúde, Jaleko, Biblioteca Virtual em Saúde, Alta Diagnósticos, Drauzio Varella

Sobre o autor

Você também pode gostar destes

Skip to content