Os riscos da gravidez na adolescência

Segundo a OMS, a gravidez precoce é aquela que acontece entre os 10 e 20 anos. Mas você conhece bem os riscos dela?

Primeiro, vamos lembrar o que acontece quando nos tornamos adolescentes. É um tempo de mudanças no nosso corpo, e mais ainda no nosso cérebro. Com muitas coisas novas aparecendo em nossas vidas, é comum sentir ansiedade e insegurança. Assim, fica natural que a gravidez nessa fase seja vista como algo ruim. Não só pela adolescente, mas também por sua família. É uma mudança radical na rotina.

Para se ter uma ideia, a maioria das grávidas precoces acaba largando os estudos. Isso faz com que elas não consigam emprego e continuem dependendo dos pais.

E na saúde, quais os riscos? Um deles é que o bebê pode nascer antes da hora. Assim, pode pesar abaixo do ideal. Além disso, vários órgãos e sistemas dele podem não se desenvolver por completo e apresentar complicações. Entre eles estão:

  • cérebro;
  • fígado;
  • imunidade;
  • rins;
  • pulmões;
  • olhos.

Outros problemas estão no sangue e na temperatura do corpo.

Já para a menina que dá ou vai dar à luz, os riscos incluem:

  • anemia;
  • depressão pós-parto;
  • aborto natural;
  • eclâmpsia e pré-eclâmpsia;
  • e o pior: tudo isso pode até levar à morte.

Mas não se desespere! Todos esses males podem ser evitados por meio dos diversos métodos contraceptivos que existem. Vários deles você já conhece: camisinha, DIU, pílulas.

Informe-se. Procure saber mais sobre seu próprio corpo. Converse com sua família e amigos. E, se necessário, consulte um profissional.

Fontes de referência: Toda Matéria, Portal da Urologia, Brasil Escola, Manuais MSD

Sobre o autor

Você também pode gostar destes

Skip to content