Antibiótico pode cortar o efeito da pílula?

Você é uma mulher que está usando pílulas para não engravidar. De repente, aparece alguma doença causada por bactéria e você precisa tomar um antibiótico. E aí começa a se preocupar: será que o remédio vai anular o efeito da pílula? Será necessário procurar outro método?

A resposta: depende do remédio. De modo geral, a OMS e as principais associações de saúde feminina não recomendam proteção adicional para mulheres que usam pílulas e tomam antibióticos.

Os principais remédios contra bactérias não interferem na ação da pílula. As únicas exceções são alguns remédios contra doenças como tuberculose, meningite e hanseníase.

E por que eles cortam o efeito?

Esses remédios podem diminuir os hormônios dentro do sangue. E a pílula é uma combinação de hormônios. Daí, a mulher pode não conseguir evitar a gravidez.

Além disso, os antibióticos podem eliminar as bactérias que ajudam na produção do hormônio estrogênio. Esse hormônio também tem papel no bom funcionamento da pílula.

Existem ainda outros remédios que podem cortar o efeito da pílula, como aqueles contra a AIDS, convulsões e depressão. Portanto, se estiver tomando pílulas e tiver que tomar algum remédio, procure um profissional para evitar problemas.

O que mais pode anular o efeito?

Não são só remédios: existem alguns hábitos que podem anular a ação da pílula e aumentar o risco de gravidez. Vejamos quais são eles.

Primeiro, o ideal é tomar a pílula todos os dias. Se você pular um dia, as chances de engravidar ficarão maiores. Logo, se for difícil evitar que um dia fique para trás, é melhor procurar outro método.

Vomitar também pode ser ruim. A pílula pode sair do seu corpo, ou ele pode não a absorver bem. Logo, se você vomitar até duas horas depois de tomar a pílula, a dica é tomar outra. Mas, se for depois desse tempo, não será preciso.

Outro cuidado a se tomar é com o horário. A pílula funcionará melhor se a mulher tomá-la na mesma hora todo dia. Que tal programar um lembrete no seu celular, ou escrever uma nota adesiva?

Por fim, não podemos nos esquecer das bebidas alcoólicas. Elas, por si só, não são um perigo. Mas beber demais pode causar ataques de vômito ou fazer a mulher se esquecer da pílula.

A informação é o melhor remédio!

Fontes de referência: Dr. Jairo Bouer, Drogaria Santo Remédio

Sobre o autor

Você também pode gostar destes

Skip to content